Moacir-dos-Cães

O calor já queimava a testa e ainda eram seis da manhã. O jovem de cabelos escuros bagunçados já tentara duas vezes cada chave e nenhuma entrara, mesmo aquele sendo o chaveiro correto, às vezes só não entrava direito na primeira vez. Claque. O portão abriu com um estalo.
… 

Sonheto de te ver

Que sempre haja tanto amor como se fosse o fim,
Que fiquemos sempre juntos como que só um
Quando acordo pra te ver é imenso festim
Um segundo com você é melhor que nenhum

… 

Sombra do Medo

Ele sentiu aquele olhar atravessando suas costas durante toda a aula. Naquele dia era algo diferente, era algo mais malicioso que sempre. E o medo aumentara quando no horário do lanche não lhe levaram o dinheiro. Queria não tremer, mas suas pernas tinham adquirido o hábito. Cruzou-as de maneira pouco masculina na intenção de disfarçar o tique ansioso, escorregou a mão pelos cabelos longos mal-cortados de tesoura por sua mãe no mês retrasado.
… 

Adornação

Eu quis te fazer um tom
quiseste de mim um seu
fiz, mas em dór maior,
maior até que o sol.

… 

O mulato

Eu sempre ia ao mesmo bar, à mesma hora. Via mais ou menos as mesmas pessoas e sentava mais ou menos no mesmo lugar. A bebida era sempre a mesma, e acho que foi eu ter pedido uma diferente aquele dia que fez tudo acontecer. Talvez seja paranóia supersticiosa demais pensar nessas coisas, mas é o caos: tudo está ligado.
… 

Sono dos justos

Não leia se não quiser confrontar seus demônios, pois o que é difícil de verdade a gente raramente sabe, mas as vezes percebe só pra notar que esteve sempre ali.
… 

Instante

Um dar de pestana simplérrimo, leve tremor de pálpebras que propaga pelo espaço, numa trajetória retilínea, porém caótica, acertando o alvo não como pluma que é, mas como flecha que deveria ser. E a dona dos olhos de cá, quem venho contar esse episódio, esfacela-se com o ocorrido, dá doses altas de adrenalina ao músculo cardíaco que, mais por hábito que por força, bombeia sangue às faces, corando-as.
… 

Rabiscos

Um pássaro voando
é melhor que um na janela,
pelo menos pro pássaro
tenho certeza que é.

… 

A mala

Olhei para aquela maleta no canto do meu pequeno cômodo e não resisti às fortes lembranças que ela me revolvia. Sentei à beira da cama e chorei até soluçar. Eu começara uma pequena arrumação no meu apertamento; aquele bicho da limpeza que às vezes nos incorpora, e nos faz jogar fora coisas velhas e sem utilidade; e a cada quinquilharia uma lembrança, lembrança de uma vida que foi e não me levou junto. … 

Agir Impulsivo

Ficamos mais hábeis na coisa. Fica extremamente difícil desfazer o hábito. E do hábito, o vício.

A maior desgraça da existência humana é o Agir Impulsivo.
…