My G-g-g-ge-generation


Minha geração é essa coisa tosca, disforme e com informação demais para se unir em torno de alguma coisa. Nenhum de nós se esforça para ser lembrado de alguma forma, apenas continuamos seguindo o fluxo e nos adaptando a tudo que está ao nosso redor. Nada de revoltas, de gritos noturnos e de música barulhenta depois da meia-noite. Não posso tocar meu violão na rua mais tarde, incomoda os vizinhos. Eu toco.
Nada que os faça ser pelo que são, e sim pelo que podem ser. Pelo que ouvem dá pra entender o que buscam.
Toda a geração, não faz nada pelo medo de errar, e não erra mesmo. O problema é esse, estamos tensos, com medo, e quando saímos da linha é com excesso de adrenalina, quase uma overdose natural. Essa minha geração que não olha pro próximo nem pra procurar briga e estou ficando entediado…
Cadê os loucos? Ficaram apenas os depressivos. Cadê os compositores? Ficaram apenas os músicos. E para onde foram os revoltados? Me deixaram aqui com todos esses conformados… Somos apenas o plancton… Somos apenas o plancton… Somos apenas o plancton…
Somos apenas mercenários, todos vendidos para a atitude moderna.

 

lucastamoios

 

One thought on “My G-g-g-ge-generation

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *