Enamoramento

De tudo ao meu amor serei atento,
Com tal zelo, e sempre,
que por ele canto de contentamento

e, portanto, de cada momento,
extrair do instante
a alegria, e que o meu pensamento,
que em você vai,
espante todo desalento.

E que seja terno enquanto dure,
e que dure o suficiente para ser eterno.

Para a lindíssima da minha namorada, e pelo último ano de felicidades que tivemos.

*Esse texto é uma releitura do Soneto de Fidelidade de Vinícius de Moraes.

 

lucastamoios

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *