Entretanto, saudadescentes…

Meros amores perfeitos…
Mora onde menos se espera
era o tempo em que, sem jeito,
feito estatua aquarela,
timido esperava um beijo.

Um sujeito tão magrela,
duns cabelos tão macilisos…
a menina era ela, sempre com dois ou tres sorrisos,
e uma boca tão bela!

Ah! Foi-se o tempo!
Em que os pudores sem precisão.
Que adianta ser desinibido,
se tem sutileza não?

 

lucastamoios

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *