Banhos frios de manhã

Eu olho para as minhas mãos agora e me pergunto se são reais.

Imediatamente faço isso com todas as coisas ao redor, numa sensação de que há um algo mais sobre nossa ‘realidade’ para se descobrir. Os pensamentos antes perdidos na imaginação, naquele pingue-pongue entre os arrependimentos do passado e os planos do futuro, agora só aqui. Só aqui e mais nada.
…